coomeb - Cooperativa dos Médicos do Brasil

Para visualizar essa anima��o voc� precisa instalar o plugin Flash Player. Fa�a Download.

Notcias

15 de agosto de 2018

Como repolho, couve e brócolis ajudam a impedir o surgimento de câncer

G1

Cientistas dizem ter descoberto por que algumas verduras e legumes – incluindo repolho, brócolis e couve – podem reduzir o risco de câncer no intestino.

Que os chamados vegetais crucíferos são bons para o intestino, nunca houve dúvida, mas a explicação sempre foi evasiva.

Uma equipe do Francis Crick Institute, centro de pesquisa biomédica, em Londres, descobriu que substâncias químicas anticancerígenas são produzidas quando legumes e verduras desta categoria são digeridos.

E, de acordo com a ONG britânica Cancer Research UK, dedicada a combater a doença, há muitas razões para consumirmos mais esses alimentos.

A pesquisa se concentrou em investigar como verduras e legumes alteram o revestimento intestinal, a partir da análise de camundongos e intestinos em miniatura criados em laboratório.

Assim como a pele, a superfície do intestino é constantemente regenerada, em um processo que leva de quatro a cinco dias.

Mas essa renovação permanente precisa ser rigidamente controlada, caso contrário, pode levar ao câncer ou inflamação intestinal.

E o estudo, publicado na revista científica “Immunity”, mostra que substâncias químicas presentes em vegetais crucíferos são vitais nesse processo.

Da cozinha para a prevenção do câncer?
Os pesquisadores investigaram uma substância chamada Indol-3-Carbinol (I3C), produzida a partir da mastigação desses alimentos.

Para ler a matéria na íntegra, clique no link: https://glo.bo/2vKIoyV